Como é que chamamos a edição “definitiva” de Age of Empires agora que uma expansão foi anunciada para ele? “Definitiva mas nem tanto?”, “Era definitiva mas vendeu bem demais?”. Seja lá qual for a resposta, mais conteúdo vem por aí na forma de Lords of The West em 26 de janeiro – ela estará disponível tanto na Windows Store quanto no Steam.

Lords of the West não é tão ambicioso quanto outras expansões de Age of Empires II, trazendo apenas duas novas civilizações — os Burgúndios e os Sicilianos — e três novas campanhas. A primeira focada em Edward Longshanks, também conhecido como Eduardo I da Inglaterra; outra focada nos Duques da região de Borgonha e a terceira voltada para Robert de Hauteville da Normandia.

Para mim os mais interessante vai ver como os Burgúndios e os Sicilianos irão alterar o metagame de Age of Empires II, já que elas são focadas em cavalaria e infantaria, respectivamente. Unidades – como a Flemish Milita dos Burgúndios – não são mais nada do que uma versão especial dos seus aldeões mas com bônus contra cavalaria. Já os Sicilianos constroem castelos e centros de cidade 100% mais rápido em comparação as outras nações e as suas unidades terrestres absorvem até 33% de dano bônus causado por um oponente.

Sinceramente só de ler esses bônus tão drásticos sinto que o multiplayer de Age of Empires II: Definitive Edition será um tanto quanto sacudido. Ou aproveito o final de dezembro para entrar de cabeça ou vou ficar nas campanhas mesmo. É mais provável que eu acabe ficando com a segunda opção.

Age of Empires II: Definitive Edition receberá expansão Lords of the West

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.