CRJ

Para fãs de aviação civil, o Microsoft Flight Simulator foi um salto de qualidade inigualável em termos visuais. Mas até então a variedade de aviões com um grau de complexidade avançado era minúsculo. Isto começa a mudar neste mês com o lançamento do Piper Arrow III da Just Flight e do bastante esperado CRJ 550/700 da Aerosoft.

Desenvolvido em parceria com a Asobo e a Microsoft, o avião pode ser considerado o mais “completo” em termos de sistemas para o simulador. Ele inclui simulações dos sistemas hidráulicos e elétricos do avião. Cálculos mais precisos em relação ao peso e o centro de gravidade do avião de acordo com a quantidade de passageiros / bagagem, um FMS totalmente funcional e a possibilidade de usar serviços como o NavDataPro ou o Navigraph Charts para acompanhar o voo em uma tela secundária.

Entretanto, o que faz o CRJ 550/700 tão distinto de outros aviões para mim é que ele é um meio termo entre um avião “automatizado” como o Airbus A320 e um avião de menor porte. Não é possível, por exemplo, controlar automaticamente a velocidade do avião via um piloto automático – o que faz pilotá-lo muito mais desafiador do que se imagina.

Eu pilotei um tanto da versão para Prepar3D do CRJ 700 e do CRJ 900 (ainda não disponível para o Microsoft Flight Simulator. Embora tivesse alguns problemas no piloto automático, foi de longe o avião que mais usei ao lado do 737 da PMDG. Estou bastante ansioso para por as minhas mãos na versão para Microsoft Flight Simlator, ainda mais que ele usa o novo sistema de física. Ou seja, pilotar em condições climáticas desvantajosas deve ser aterrorizante.

O grande “porém” dessa história? Pode se preparar para desembolsar ao menos R$180,00 por essa belezinha via a loja oficial do Microsoft Flight Simulator ou a loja da Aerosoft.

Aerosoft lança CRJ 550/700 para Microsoft Flight Simulator

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.