Ynglet

Ainda não sei bem se é correto chamar “Ynglet” de um jogo de plataforma. Bem, ele usa algum tipo de plataforma, mas não da maneira que você espera. Desenvolvido por Nifflas (Knytt Underground e Uurnog Uurnlimited), a experiência de jogar o lançamento surpresa durante a Guerrilla Collective neste final de semana (Steam) é mais semelhante com o nadar de uma água viva do que um personagem “tradicional” do gênero.

Navegar em “Ynglet” é controlar uma criatura com tentáculos e encontrar “bolhas de ar” até o chegar no final da fase. Embora isso soe terrivelmente “experimental” ou “fora dos padrões”, Nifflas consegue – até onde pude ver – unir uma estética intrigante com um sistema de plataforma bem preciso.

As fases iniciais são bem tranquilas, mas na medida em que eu progredia no jogo, bolhas de ar começavam a ficar mais e mais escassas, fazendo com que eu calculasse muito mais os meus “saltos”. Sendo assim, já deixo a minha recomendação para quem quer algo que fuja do que vemos quase todo dia tanto no PC quanto no console, tanto de um ponto de vista de jogabilidade quanto de estética.

Adorável jogo de plataforma “Ynglet” é lançado no PC

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.